Mamografia com contraste

A mamografia é o excelente método de avaliação mamária com impacto comprovado na redução da mortalidade por câncer de mama. Apesar disto, apresenta imperfeições, principalmente em mulheres com mamas densas e no planejamento cirúrgico.

mamografia digital com contraste ou angiomamografia surgiu para somar às informações tradicionais da mamografia dados sobre o comportamento vascular das lesões como visto à Ressonância Magnética. Consiste de um mamógrafo especial (adição de filtro de cobre) com capacidade de adquirir imagens que avaliam apenas as estruturas que captam contraste.

Em relação à mamografia digital isolada apresenta maior sensibilidade (93% contra 78%) com boa especificidade (83%). Estudos preliminares mostram sensibilidade semelhante à da Ressonância Magnética.

mamografia digital com contraste está disponível na Europa, há alguns anos, sendo utilizada principalmente na França, Alemanha, Espanha e Itália.

O IMEB mantém seu pionerismo tecnológico, tendo instalado o primeiro equipamento das Américas, dando um grande passo na luta contra o cancer de mama, ajudando na detecção precoce.

Características do exame:

  • administração de contraste iodado na mesma dose da tomografia
  • realização das 4 incidências tradicionais da mamografia
  • incremento de 20% na dose a mamografia digital (menos que a tomossíntese)
  • custo de 50% da Ressonância Magnética
  • tempo de compressão das mamas: 10-15 segundos por incidência
  • tempo total de exame: 10 minutos

Principais indicações:

  • rastreamento de mulheres com mamas densas
  • rastreamento de mulheres com história familiar e/ou pessoal de câncer de mama
  • esclarecimento de achados duvidosos à mamografia
  • avaliação de mulheres com lesões palpáveis e mamografia convencional e ultrassonografia normais
  • localização de lesões identificadas à Ressonância sem expressão à mamografia convencional a fim de realização de biópsias guiadas por estereotaxia
  • planejamento terapêutico, auxiliando na detecção de lesões adicionais
  • controle pós-tratamento, seja cirúrgico, quimio ou radioterápico
  • contra-indicação à Ressonância Magnétrica (pessoas claustrofóbicas, portadores de marcapasso, dentre outros)

Contra-indicações:

  • insuficiência renal grave
  • história prévia de reação ao contraste iodado. Nestes casos recomenda-se conversar com o médico radiologista para esclarecimento e caracterização da reação ocorrida
  • implante ou prótese de silicone

Mamografia Digital com Contraste

Converse com seu médico sobre a realização da Mamografia Digital com Contraste.

 

 
 
 
Área Restrita: ADMIN | EMAIL | INOVA | PESQUISAS | ADMIN PESQUISAS | EPA