Densitometria óssea

Conheça o Exame de Densitometria Óssea:

É o melhor método de imagem para se medir a densidade, isto é, a “consistência”, do osso e permitir a avaliação do risco de fraturas causadas principalmente pela Osteoporose. O aparelho utilizado para realizar o exame, que demora aproximadamente 15 minutos, utiliza uma fonte de RX de baixa radiação (cerca de dez vezes menor do que a que ocorre quando se faz um RX de coluna e cem vezes menos do que uma tomografia computadorizada). O exame é indolor e seguro.

Como é realizado o exame?

O paciente fica deitado sobre a mesa do equipamento usando uma bata fornecida pelo IMEB. Durante a realização do exame o “braço” do aparelho percorre longitudinalmente a parte superior do corpo do paciente como que tirando várias fotografias da estrutura óssea, sem que haja contato físico. A posição é cômoda e o paciente pode, inclusive, conversar com o técnico e pedir explicações detalhadas. Não é preciso fazer jejum (nas incidências de fêmur, antebraço e coluna), mas recomenda-se uma alimentação leve antes do exame.

Em quais regiões é recomendado o exame?

A Densitometria pode ser realizada em qualquer parte do corpo. Contudo foram estabelecidas três regiões (Coluna Lombar, antebraço ou radio distal e Quadril ou Fêmur proximal) com áreas representativas e de maior importância. O exame consiste numa amostragem óssea das três regiões, examinando os tipos de estruturas ósseas (osso trabecular e osso cortical). Foi demonstrado que de um modo geral, o que existe no fêmur direito é semelhante ao que se encontra no fêmur esquerdo. Para melhor diagnóstico realizamos o exame nos dois fêmures. Deve-se também fazer as duas incidências (coluna lombar – conhecida como lombo-sacra -, e quadril, ou chamado de fêmur ou região coxo-femural) já que elas representam estruturas ósseas diversas. Frequentemente, a perda mineral óssea registrada em uma região é totalmente diferente do que ocorre na outra área (alteração em uma e normal em outra, por exemplo).

Como é formulado o resultado do exame?

O resultado é emitido através de estudo de uma imagem colorida e da região examinada, que contém um gráfico e quantificação de algumas áreas. É feita uma comparação entre o resultado encontrado e os parâmetros estabelecidos no adulto jovem, ou seja, quando o osso está no seu esplendor mineral ou mais forte. Também é feita a comparação com os resultados de pessoas da mesma faixa etária, sexo, raça e peso. O resultado pode ser interpretado como normal ou com diminuição da massa óssea – a Osteopenia ou ainda a Osteoporose.

Qual o preparo para o exame?

- Roupas sem acessórios de metal

Jejum de 12 horas para realização de densitometria do corpo total (incluindo estudo pediátrico)

OBSERVAÇÃO: crianças de 5 até 8 anos de idade, jejum obrigatório de 8 horas. Se for diabético (criança/adulto) tomar um chá com biscoito água e sal.

Quando repetir o exame?

Em geral, o médico solicita o exame com intervalo de doze meses. Em algumas situações especiais, a critério do médico, é aconselhável reduzir o tempo para até seis meses.

Como evitar a Osteoporose?

  • Reduza o consumo de carne vermelha, refrigerantes e sal;
  • Tenha uma dieta rica em cálcio (leite e seus derivados e verduras verdes);
  • Evite álcool, café e cigarro;
  • Não importa a sua idade, nunca é tarde para começar um programa de exercícios. Faça exercícios como andar, correr e fisioterapia orientada com pesos.
  • Evite exercícios que causem dor.

O IMEB realiza o exame de Densitometria Óssea com a mais moderna tecnologia disponível no mercado.

Unida à qualidade técnica, os profissionais do IMEB estão preparados para receber o paciente e fornecer o diagnóstico correto e preciso.

Onde realizar:

Clique e obtenha informações sobre o exame e o preparo específico:

 

 
 
 
Área Restrita: ADMIN | EMAIL | INOVA | PESQUISAS | ADMIN PESQUISAS | EPA