Ressonância Magnética

A ressonância magnética é um exame de diagnóstico por imagem de alta definição com utilização em quase todo campo da medicina.

Funciona como um grande ima e não utiliza radiação, suas imagens são produzidas utilizando pulsos de radiofrequência, produzindo ruídos sonoros. Quanto maior o campo magnético do aparelho, melhor é a imagem, porém maior é o barulho. Para reduzir o desconforto do ruído, são disponibilizados protetores auriculares ou fones de ouvido com música.

O paciente é posicionado na mesa do equipamento e é colocado um dispositivo (bobina de radiofrequência) no órgão ou estrutura a ser analisada.

Uma pera de borracha, semelhante a que se utiliza para aferir pressão arterial, é entregue na mão do paciente durante o procedimento. Ao ser pressionado um alarme é disparado na sala de comando, avisando o técnico que interrompe o exame e presta qualquer esclarecimento desejado.

O IMEB tem a sua disposição quatro equipamentos de alto campo (1.5 Tesla) sendo um exclusivo para exames de extremidades (mão, punho, cotovelo, joelho, pé e tornozelo) e um com maior abertura (open bore), permitindo um maior conforto.

Observação: Existem contra indicações para pé e tornozelos.

Orientações importantes

  • Levar todos os exames anteriores, em especial os relacionados aos exames a serem realizados.
  • Retirar todo e qualquer metal do corpo, incluindo piercing, brincos, anéis, pulseiras.
  • O exame de RM pode ser feito com ou sem contraste, o tempo a ser realizado varia de 15 minutos a 1 hora. O exame feito com contraste é mais prolongado.

Contraindicações

  • Clipes de aneurisma (verificar com o cirurgião o material utilizado e quando foi feita a colocação do clipe, em alguns casos não inviabiliza a realização do exame)
  • Implantes e aparelhos oculares (exceto lentes intraoculares para catarata)
  • Implantes de ouvido (cocleares)
  • Marca-passo cardíaco (aderente ou não aderente ao exame)
  • Fixadores ortopédicos externos (gessos ou talas)
  • Não realizamos exames de RM em gestantes
  • Implantes ortopédicos recente (menos de 3 meses)

As seguintes condições e materiais são permitidos para a realização do exame de ressonância magnética:

  • Clipes utilizados em cirurgias de vesícula biliar
  • Dispositivos de quimioterapia colocados na parede torácica
  • Próteses valvares cardíacas (mesmo as metálicas)
  • Implantes ortopédicos, como próteses, pinos, parafusos e hastes – exceto os fixadores externos (com mais de 3 meses)
  • Derivação ventriculoperitoneal
  • Dispositivo intrauterino (DIU)
  • Stents intravasculares (por exemplo: stent coronariano) são permitidos para a realização do exame somente após 8 (oito) semanas de sua colocação

Onde realizar:

Confira a lista dos exames realizados, com informações e orientações específicas:

 
 
 
Área Restrita: ADMIN | EMAIL | INOVA | PESQUISAS | ADMIN PESQUISAS | EPA